Blog

- 15/05/2020

A importância da família

A família é responsável por quem somos e quem queremos ser, por isso é tão importante. Ela é a base de tudo, é a essência de cada um de nós.

Algumas pessoas em nossas vidas são muito especiais, ensinam-nos muitas coisas e criamos carinho por elas. Mas a importância da família na construção de quem somos é que é a base de tudo.

E se a gente for procurar no dicionário o significado de família? 

Fa.mí.lia. s.f.(a) Significado: grupo de pessoas vivendo sob o mesmo teto. 

Portanto não importa se ela é formada por pai, mãe e filhos, mãe e filhos, pai e filhos,  pais e filhos, mãe e filhos, mães e filhos, avós e netos, nós a adotamos ou ela nos adotou.

O importante é que seja cercada de amor verdadeiro, paciência, respeito e cumplicidade.

Neste texto vamos falar sobre a importância da família para o desenvolvimento da pessoa e a relação entre pais e filhos e todo o amor que envolve essa relação. 

A importância da família na construção do indivíduo

É no convívio familiar que aprendemos, um com o outro, a respeitar, a partilhar, ter disciplina, compromisso e administrar conflitos.

Todos os membros da família fazem parte desse desenvolvimento de cada pessoa que a compõe.

Entretanto é normal que os pais, em grande parte das vezes, coloquem seus filho à frente de tudo.

Afinal, quem nunca sonhou com as conquistas que eles terão quando adultos? E com um futuro brilhante com muitas vitórias?

E, para isso, quantas vezes não abrimos mão de várias coisas?

Pois é, é comum que queiramos vê-los sempre felizes e bem.

Mas para que isso ocorra é fundamental que criemos espaço para que façam suas próprias escolhas e encontrem a própria felicidade.

Além disso também é importante que sejam resilientes para vencer os desafios ou se frustrem, afinal, nem tudo será sempre perfeito.

Na verdade, educar os filhos é uma tarefa complicada e, junto com eles, os pais têm muitas coisas a aprender.

 

Como prepará-los para enfrentar os desafios?

Quando optamos por ter uma família, vislumbramos um mundo perfeito, mesmo sabendo que faz parte ter alguns deslizes.

Então quer dizer que ter uma família não é um mar de rosas? Não. Mas, fique tranquila, isso é a vida.

Porém ninguém contou pra gente que não é tão fácil, ou, se contou, estávamos tão focados em nossos sonhos que não demos muita importância!

E quando ficamos grandes que vamos observando os detalhes.

Acima de tudo, a família é importante para dar confiança e segurança para que o filho trilhe o seu caminho.

A caminhada dos filhos perpassa pelas dos pais e essa é uma jornada que que todos devem estar juntos.

Mas precisamos criar momentos para que as crianças vivenciem sua infância, corram riscos e se encantem com a vida.

Por isso, nesse cenário, a família precisa ter uma conexão e interação muito sólida.

A importância da família no cotidiano da criança

Para que o sentimento de pertencimento familiar cresça junto com seu filho, é importante estar presente na vida dele.

A vida é corrida às vezes, mas pode ter certeza que esses momentos são inesquecíveis.

Portanto criar tempo de qualidade, brincar, fazer passeios interessantes, valorizar os momentos juntos, construir hábitos familiares é a principal forma de trazer identidade à sua família.

Entretanto é normal sentir-se perdido, sem saber como agir diante de uma situação. 

Mas respire fundo e busque dentro de você o que aprendeu com sua família. A sua história também faz parte da história do seu filho.

Repita aquilo que acha que seja positivo em sua lembrança e transforme em algo bom aquilo que não acha tão positivo. 

Então, lembre-se que os pequenos se espelham nos adultos que estão ao seu redor e que nossas atitudes e comportamentos serão reproduzidos por eles.

Além disso, a importância da família na vida escolar é fundamental para o desenvolvimento da criança.

Valorize o que estão aprendendo juntos, seja parceiro da escola nessa construção cognitiva e socioemocional.

Ajude-os a desenvolver as habilidades mais complexas da inteligência, tais como:

  • pensar antes de agir e reagir
  • empatia
  • ser capaz de superar perdas e frustrações
  • interpretar comportamentos e sentimentos (os próprios e os dos outros)

As histórias que se encontram

Como foi dito anteriormente, o que você passou pode ajudar a construir o futuro do seu filho.

Então conte para eles suas histórias quando tinha a idade deles, fale sobre seus sentimentos e de como os adultos da família participaram desses momentos, das descobertas, frustrações e como as superou.

Dessa forma você estará favorecendo o desenvolvimento psíquico, social e emocional de seu pequeno e passando os valores morais e éticos que recebeu.

E nunca se esqueça da gratidão por aqueles que passaram todos esses ensinamento e que te ajudaram e ajudam  a ser quem você é e a poder construir sua própria família.

Também não esqueça de ser grato a si mesma, porque você se dedica, cuida, dá carinho, se esforça para que sua família seja o porto seguro de cada um.

Nós da família Cambalhota, também recebemos essa herança moral de nossa família e buscamos fortalecer todos os dias essa relação de amor e respeito com nossos filhos!! 

A ideia da Box Cambalhota é também proporcionar momentos de união e diversão entre você e sua família! 

Deixamos aqui algumas fotos das nossas famílias! ❤

Meus filhos, Guilherme e Frederico
Meus filhos, Guilherme e Frederico

 

Eu e meus filhos, Guilherme e Frederico

 

Eu e meu marido, Gardel
Pais, Sebastião e Marlene, e filhos da Valéria

 

Valéria com seu marido José Marcos e os filhos
Eu, Gardel, Carol (que é filha da Valéria e minha nora) e meu filho Fred.

 

Todos nós, porque somos uma família dentro e fora da Box ❤

 


Adriana Clemente Gardel

Adriana Clemente Gardel

Colunista do Mundo Cambalhota e co-fundadora do Box Cambalhota.

Há mais de 36 anos na área da educação, Adriana é coordenadora e orientadora educacional do Ensino Fundamental I. Foi professora da Educação Infantil e Ensino Fundamental nas redes pública e particular. Graduada em pedagogia com pós graduação em psicopedagogia sistêmica e neuropsicopedagogia clínica e institucional, pelo Instituto Faces e FACON. KidCoach formada pelo ICIJ (Instituto de Coaching Infanto Juvenil).

Receba nossas novidades por e-mail