Blog

- 07/01/2020

POR QUE DEVEMOS CRIAR O HÁBITO DA GRATIDÃO?

Ontem foi o dia da GRATIDÃO! A queridinha do momento, ainda bem. Saber que mais pessoas estão agradecendo pelo que têm, pelo que vivem, pelo que sentem, pelo que está por vir me faz sentir muita GRATIDÃO. Maaaassss, será que todo mundo que a pronuncia realmente a sente? Realmente entende seu significado? Nossa proposta para esse post é, além de agradecer, falar um pouco do que esse sentimento carrega consigo. 

E para entendermos vamos além do coração, porque, na verdade, o processo de ser grato ocorre no nosso cérebro 🧠! Através do nosso mecanismo cerebral é que podemos sentir a plena e satisfatória sensação de sermos gratos. 

E como acontece?

Quando reconhecemos alguma coisa boa: a delícia de um sorvete, o sol lindo que surgiu lá fora, o valor de acordar para um novo dia, a sensação de um abraço gostoso, nosso sistema de recompensa do cérebro é ativado e novas conexões neurais são formadas. Nesse momento, a dopamina (neurotransmissor do prazer) é liberada e eleva o nível da sensação de prazer no nosso corpo. Está aí um grande motivo para sermos gratos. E acredite, quanto mais agradecemos mais recebemos (inclusive mais dopamina). Portanto, DE FATO, quanto mais você agradece, mais feliz se torna. 

E como podemos nos tornar mais gratos?

Para criarmos o hábito de sermos gratos, temos que colocar em prática a atitude de agradecer. Devemos começar ao acordar, que já é uma grande benção, mais uma oportunidade nos é dada ao abrirmos nossos olhos pela manhã. Portanto, acorde, se espreguice e AGRADEÇA🌻! Agradeça seu novo dia, agradeça a sua noite de sono revigorante, agradeça pela vida!  E siga assim, agradecendo por muitas coisas que acontecem ao longo do seu dia. O delicioso café da manhã, o encontro com um colega que voltou de férias para o trabalho, um email muito esperado durante a tarde, a recepção calorosa do seu filho ao retornar para a casa… 

Assim, você vai criando o hábito de ser grato, e quando criamos um hábito nosso cérebro trabalha praticamente no automático, com isso, a gratidão passará a fazer parte, cada vez mais, da sua rotina. 

No início parecerá difícil, a gente esquece e acha chato, mas depois que o hábito se instala e começamos a perceber as mudanças operadas na nossa vida, a gente percebe a grandeza e o poder da gratidão.

Bom, e que tal começar desde já a ensinar sobre a gratidão ao seu pequeno? Eles aprendem muito mais rápido, ainda mais quando são reforçados pelo nosso exemplo. Então, construam isso juntos, agradeçam, lembrem um ao outro de reconhecer pequenos motivos para serem gratos.  

Aqui vai uma dica bem legal para deixarem essa experiência mais divertida:

  

POTE DA GRATIDÃO: Pegue um pote de boca larga, de preferência transparente. Junte toda a família e decorem este pote para que fique bem bonito. Use e abuse de adesivos, fitas, cola colorida. Todos devem contribuir participando da decoração. Separe um bloquinho de papel, uma caneta e coloque ao lado do pote, que deve ficar em um lugar bem visível em casa. Aproveite este momento para explicar para eles que vocês estão fazendo o pote da gratidão, e que todos os dias vocês colocarão dentro do pote 2 motivos pelos quais foram gratos neste dia. Cada um deve escrever, dobrar e colocar no pote. Para as crianças que ainda não escrevem, vale o desenho. Em uma data combinada entre vocês (ou quando ele encher) abram o pote e leiam todos os papéis esvaziando-o para enchê-lo novamente. Vocês verão juntos o quanto a vida é rica de motivos para agradecermos.

O resultado é incrível!!!!!!

E para começarmos já, deixe no comentário pelo menos dois motivos para ser grato hoje! 

Gratidão 🙏🏻🙏🏻🙏🏻

 


Valéria Rezende

Valéria Rezende

Empresária, mãe, KidCoach e facilitadora da Jornada das Emoções! Trabalha com comportamento infantil e orientação aos pais. Criadora da Box Cambalhota e colunista do Blog Mundo Cambalhota.

Receba nossas novidades por e-mail