[ editar artigo]

Por que ensinar as crianças a doarem brinquedos antigos?

Por que ensinar as crianças a doarem brinquedos antigos?

Você tem o costume de doar os brinquedos das crianças? A ajuda delas no processo de separação é habitual? Pode parecer difícil no início, mas a ação de escolher qual brinquedo doar, favorece o ensino de valores importantes, como empatia, solidariedade e bondade. 

Assim que os pequenos ganham um brinquedo novo, é normal que levem para todos os lugares nos primeiros dias, porém depois de um tempo o interesse pelo objeto pode ser perdido, ficando encostado junto com os demais. 

E se você perceber que o número de brinquedos “velhos” é grande, talvez, tenha chegado o momento de incentivar seu filho a doar o que não está sendo usado. 

Ensinar para as crianças sobre a importância das doações é uma das maneiras mais interessantes e interativas para estimular a solidariedade e empatia desde cedo. Instruir sobre o desapego daquilo que já não brincam mais e sobre a partilha, no entanto, nem sempre é uma tarefa muito fácil, pois os pequenos podem resistir à ideia no início.

Por que aprender sobre doação de brinquedos é importante? 

Entre os dois e três anos de vida, a criança inicia o desenvolvimento de várias percepções sobre si e tudo o que a rodeia. É justamente nessa fase que os pequenos têm os brinquedos como posse e estabelecem um grande apego pelos objetos.

Por isso, é recomendado que a partir dessa idade os pais iniciem a conversa sobre ensinar a dividir, estimulando o sentimento de solidariedade e partilha. Para esse fim, é essencial que os responsáveis mantenham um diálogo e expliquem para os pequenos que os brinquedos que não são mais usados podem fazer outra criança muito feliz. 

Para a psicóloga Angélica Rodrigues Santos, depende da maturidade emocional de cada criança. “A partir dos três anos, a criança começa a perceber mais as coisas e as pessoas, mas os pais precisam sentir quando vão introduzir o tema”, afirma. 

Ainda segundo a especialista, o mais importante é que esse tipo de ação seja parte da rotina de todos. “O melhor jeito de ensinar é no dia a dia. Se a criança vê que os pais repassam o que não está sendo usado, ela naturalmente vai começar a fazer o mesmo ou não vai ser resistente à ideia quando eles tocarem nesse assunto”, explica Angélica. 

 

Construa o hábito aos poucos 

Os hábitos, principalmente com os pequenos, devem sempre ser introduzidos aos poucos. Sendo assim, a professora Sônia Prado, coordenadora do curso de Psicologia da Estácio, aconselha que os pais e responsáveis criem o costume de doação de objetos pessoais, enquanto os filhos observam. 

A especialista orienta que pelo menos duas vezes ao ano, os pais devem tentar fazer uma limpeza de itens que não usam, sempre em conjunto com o filho. “Isso já despertará nele o espírito do desapego”, afirma Sônia.

 

Como ensinar a criança a doar seus brinquedos?

Depois de saber um pouco mais sobre a importância do ensino da doação de brinquedos, confira as dicas de como preparar os filhos para esse momento. 

Ensine pelo exemplo

Dê o exemplo e doe o que já não utiliza ou tem em excesso. Se possível, convide seu filho para participar do processo de separação e explique que as coisas que já não são usadas ou que têm em maior quantidade podem ser aproveitadas por outras pessoas. 

Use filmes com essa temática

Uma ótima maneira de ensinar é mostrando personagens de filmes praticando essa ação, como o Andy do filme Toy Story 3 que aparece doando seus brinquedos. Esse personagem demonstra que da mesma forma que foi feliz com esses objetos, outra criança também pode ser.

Deixe a criança conhecer outras realidades

Na faixa dos 10 ou 11 anos, é interessante que a criança conheça instituições de caridade, onde os brinquedos são doados. Ter vivência com essa realidade é um modo de orientar sobre responsabilidade social e solidariedade.

Incentive a troca de brinquedos entre parentes e amigos

Trocar brinquedos ou doar para amigos e parentes, também é uma forma interessante de trabalhar esse tema. As crianças compreendem que o ato de doar não está associado única e necessariamente a quem não pode ter um brinquedo, mas sim ao hábito de ser solidário e empático com o outro.

Não doe sem a criança saber

Nunca faça uma doação sem o consentimento da criança, pois um brinquedo pode ter um valor sentimental muito grande para o seu filho, e ele pode se sentir traído e frustrado. 

Por último, não imponha nem force ele a fazer a doação de brinquedos, pois se sentindo obrigado, é possível que ocorra uma associação dessa ação com a sensação de perda. O ideal mesmo é ensinar os pequenos a serem solidários com o próximo.

Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota Seguir

Comunidade colaborativa para conectar pais e profissionais empenhados em desenvolver crianças melhores e mais felizes para o mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você