[ editar artigo]

Crianças com medo: como ajudar os pequenos a lidar com seus temores?

Crianças com medo: como ajudar os pequenos a lidar com seus temores?


O medo é um sentimento inerente ao ser humano, algo natural e que serve como um estado de alerta.  Crianças com medo é uma situação normal e que representa o amadurecimento de questões emocionais como ansiedade e insegurança.

Entretanto, mamães, papais e responsáveis não sabem lidar com os temores dos pequenos e, em alguns casos, podem. reforçar ainda mais o medo.

Pensando nisso, preparamos este guia para conversarmos sobre o medo infantil por meio dos seguintes pontos:

  • Crianças com medo - como identificar um possível problema?

  • Como ajudar as crianças com medo?

Continue a leitura com a gente!

Crianças com medo - como identificar um possível problema?

É difícil tentarmos explicar o que é o medo, certo?! O processo com as crianças pode não ser tão complicado quanto parece.

Por isso, explique o sentimento de uma forma geral, como uma reação natural do organismo, principalmente em situações perigosas. Afinal, o medo é principalmente um sinal de alerta.

No entanto, para as crianças, esse sentimento pode ter diversas origens e, geralmente, está associado às suas experiências particulares.

Os responsáveis devem identificar qual o limite entre o medo normal e o medo exagerado. Ou seja, estar atentos aos sinais demonstrados pelos seus filhos e conversar sobre os seus receios.

Segundo a Hemocord Magazine, alguns medos são comuns e, até mesmo, esperados em crianças de certa idade. Por exemplo:

  • Até 6 meses: medo de barulhos muito altos;

  • 7-11 meses: medo de pessoas estranhas e de altura;

  • 1 ano: medo de que os pais desapareçam;

  • 2 anos: medo de médico, trovões, objetos muito grandes e criaturas imaginárias;

  • 3-4 anos: medo de palhaços e outras pessoas fantasiadas, escuro, insetos, monstros e de ficar sozinho;

  • 5 anos: medos mais concretos, como de ladrões, de cachorro, de perder os pais ou de se machucar;

  • 7 anos: medo de fantasmas, tempestades, dormir sozinho ou de que algo ruim aconteça com seus pais.

Esses são alguns dos medos mais comuns durante o desenvolvimento infantil. Por isso, ajudar seu filho a superá-los faz parte do crescimento e fortalecimento do vínculo entre vocês.

Como ajudar as crianças com medo?

Os adultos são as principais inspirações de segurança para os pequenos.

Dessa forma, o modo como os responsáveis auxiliarão as crianças com medo é fundamental para transformar essa situação e evitar possíveis traumas.

Confira algumas atitudes para ajudar seu filho, ou filha, a superar os medos!
 

1- Escute e entenda a causa do medo da criança 

A princípio, mostre que você está ao lado da criança e procure entender a origem do seu medo.

Sente com o pequeno, converse e, principalmente, escute tudo o que o ele tem a dizer. Este é o momento em que as crianças precisam de segurança, amor e emoção, nunca riam ou diminuam seus sentimentos.
 

2 - Transmita tranquilidade e confiança

Para conversar com a criança com medo, procure manter uma postura segura e tranquila.

As crianças observam os adultos o tempo todo. Portanto, tome cuidado para não mostrar mudanças repentinas de comportamento que podem tornar a criança mais tensa e inquieta.


3 - Não force a criança a enfrentar seu medo

As crianças levam um tempo para compreender a diferença entre o que é real e o que é fantasia.

Portanto, a criança com medo não deve se sentir obrigada a encarar a situação se ainda não estiver preparada.


4 - Use a diversão para ajudar a enfrentar o medo infantil

Junto com os pequenos, crie atividades que representem os temores apresentados pela criança.

Só para exemplificar, se o seu filho tem medo do escuro, que tal representar um personagem com o mesmo receio?

Ao longo da história, possivelmente, ele vai se identificar com o personagem e encontrar uma forma de enfrentar o problema internamente.

Além disso, outras atividades como colorir um desenho ou ouvir uma história podem ajudar a distrair e relaxar a ansiedade causada pelo medo infantil.

Portanto, quando estiver concentrado em seus projetos, estimule seu pequeno a desenhar ou colorir ao seu lado.

Além de possibilitar que cada um exercite sua criatividade em atividades individuais, você cria um momento de conexão por meio de tempo de qualidade juntos.


Aliás, o E-book Jornada da Conexão foi pensado com muito carinho e está repleto de atividades para as crianças desenvolverem durante o período que você estiver em home office.

Se precisar de uma ajudinha para oferecer atividades cheias de diversão e carinho para distrair seu filho dos seus receios, conte com a gente!

Aqui na Box Cambalhota, nós propomos um novo jeito de brincar em família, com o desenvolvimento de caixas com jogos e brincadeiras para crianças a partir de 4 anos. 

Por meio de temas que trabalham a curiosidade, nutrição, mindfulness, contação de histórias e muito mais, nós buscamos auxiliar no desenvolvimento saudável do seu filho, sempre com muito amor, carinho e compreensão.

Para isso, também preparamos um material de apoio para os pais, que facilitam esses momentos juntos. Assine agora mesmo ou escolha a sua caixa avulsa!

 

Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota Seguir

Comunidade colaborativa para conectar pais e profissionais empenhados em desenvolver crianças melhores e mais felizes para o mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você