[ editar artigo]

Disciplina positiva: conheça esse benéfico método de educação

Disciplina positiva: conheça esse benéfico método de educação

A palavra “disciplina” é associada diretamente a uma conotação negativa, geralmente quando a ouvimos associamos aos castigos e/ou punições. Mas, a disciplina positiva busca mudar essa visão por meio do foco em comunicação, encorajamento e resolução de problemas.

Dessa forma, o modelo traz uma dinâmica prazerosa tanto para as crianças como para os pais, pois reforça as relações de afeto por toda a família, sem estresse, chantagens emocionais ou punições.

Um tema super relevante para mamães, papais e familiares que buscam um ambiente familiar saudável e afetuoso. Vamos falar sobre os seguintes pontos neste texto especial:

  • O que é a disciplina positiva?

  • O “mau comportamento” é desenvolvido

  • Por que evitar a punição?

  • Como levar a disciplina positiva para a sua casa?

Continue a leitura para saber mais sobre esse método de educação. Vamos juntos?

O que é a disciplina positiva? 

O método surgiu oficialmente no período pós-primeira guerra mundial, com os psiquiatras Alfred Adler e Rudolf Dreikurs.

Ao longo dos anos, por meio de diversas pesquisas, constatou-se que a forma mais eficaz de educar crianças e jovens era através de conceitos reais de respeito, responsabilidade e resiliência.

Na década de 80, a Dra. Jane Nelsen popularizou o tema entre mamães e papais por meio do seu livro “Positive Discipline”.

Em resumo, a disciplina positiva se baseia em cinco princípios:

  1. Ser gentil e solidário, ao mesmo tempo firme.

  2. Ajudar a criança a se apreciar e valorizar, entendendo a própria significância.

  3. Buscar soluções efetivas para o longo prazo.

  4. Usar de técnicas que promovem o desenvolvimento de um bom caráter ao mesmo tempo em que ensinam competências sociais essenciais.

  5. Orientar a criança a fim de que esta possa descobrir o próprio potencial e o valor prático de usar seu poder pessoal.

Ou seja, uma comunicação não-violenta, sem qualquer tipo de negatividade, cria uma conexão muito maior entre as crianças e os tutores.

O “mau comportamento” é desenvolvido

A partir da disciplina positiva, criam-se algumas medidas preventivas para evitar que surja o mau comportamento. 

Afinal, a birra infantil e outras atitudes consideradas como um comportamento negativo são, na verdade, a forma dos pequenos extravasarem emoções complexas, onde eles ainda não tem capacidade para processar aquilo que estão sentindo. 

A melhor forma de educar e aprimorar sua ligação com sua filha, ou filho, é colocar-se a disposição para compreender e ajudá-la a assimilar aquela sensação confusa de sentimento incompreendido.

Desse modo, com uma comunicação positiva, vocês ficarão mais próximos e à vontade para falar sobre os mais variados temas, sem ruídos ou intervenções. 

Por que evitar a punição?

Ao estabelecer medidas punitivas, você põe em foco a atitude negativa ao invés de educar e permitir que a criança aprenda e cresça. 

Assim, ela acaba observando o aborrecimento dos pais, o que leva a uma dificuldade em lidar e explorar as próprias emoções. Isso tudo pode gerar ansiedade, bem como uma agressividade irracional e depressão. 

Como levar a disciplina positiva para a sua casa?

A disciplina positiva tem tudo haver com nosso âmbito familiar, não é mesmo? Até porque, em casa as crianças criam suas primeiras noções de afeto e respeito com o próximo.

Entretanto, esse método de educação exige uma mobilização de todos os membros familiares.

É importante que os pais mantenham a mente aberta para absorver e entender os verdadeiros frutos da disciplina positiva.

Por isso, é essencial que os pais sigam alguns pontos ao educar seus filhos:

  • Pratique a escuta ativa - sempre que o pequeno vier até você para falar sobre algo, volte totalmente sua atenção para a criança, escute e olhe para ela. É preciso deixar claro que você tem interesse no que ele está falando;

  • Seja afetuosa (o) -  demonstre ao seu filho o quanto você o ama, faça-o se sentir querido, acolhido e amado;

  • Imponha limites - crie regras e limites, mas sem gritos ou autoritarismo. Converse, explique os “nãos” e abra sempre um canal para o diálogo;

  • Divida as responsabilidades - a disciplina positiva envolve toda a família, por isso, é fundamental que a criança compreenda a dinâmica das suas ações e a responsabilidade de se viver em sociedade, mas sem promover o medo ou cobranças excessivas.

  • Reserve um tempo em família - além de ser importante aprender a responsabilidade de viver com a família, é essencial reforçar esses laços de amor. Seja por meio de uma conversa sobre o dia, ao saborear uma refeição especial, contar uma história ou se divertir com atividades lúdicas.

 

Por fim, se precisar de uma forcinha para criar momentos de conexão para a família educar e entreter os pequenos, conte com a gente!

Aqui na Box Cambalhota, nós propomos um novo jeito de brincar  em família com o desenvolvimento de caixas com jogos e brincadeiras para crianças a partir de 4 anos. 

Por meio de temas que trabalham a curiosidade, nutrição, mindfulness, contação de histórias e muito mais, nós buscamos auxiliar no desenvolvimento saudável do seu filho, sempre com muito amor, carinho e compreensão.

Para isso, também preparamos um material de apoio para os pais, que facilitam esses momentos juntos. Assine agora mesmo ou escolha a sua caixa avulsa!

Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota Seguir

Comunidade colaborativa para conectar pais e profissionais empenhados em desenvolver crianças melhores e mais felizes para o mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você