[ editar artigo]

Saudade infantil: como ajudar os pequenos a lidar com o sentimento?

Saudade infantil: como ajudar os pequenos a lidar com o sentimento?

Com o distanciamento social, ocasionado pela pandemia do novo vírus, o sentimento de saudade se tornou mais presente em nossas vidas, inclusive nos dias das crianças, o que chamamos de saudade infantil.

Apesar de muitos adultos diminuírem os sentimentos dos pequenos, a saudade é uma sensação ainda mais complexa para eles que ainda não sabem reconhecer todas as suas emoções e sentimentos.

Por isso, as mamães e papais devem aprender a identificar esse sentimento para oferecer suporte. Mas adiantamos que tentar colocar o sentimento de lado não é a resposta.

As emoções são extremamente importantes para o desenvolvimento saudável dos pequenos e abordar o tema com muita conversa e afeto é o primeiro passo.

Agora, vamos falar sobre como lidar com a saudade infantil de maneira saudável. Continue a leitura com a gente!

Saudade Infantil: dicas de como ajudar os pequenos a lidarem com esse sentimento

A princípio, é preciso mudar a nossa própria percepção sobre a saudade para que possamos construir novas formas de ver com os pequenos.

Por exemplo, quando tratamos sobre a falta de alguém geralmente nos referimos com angústia e pesar.

No entanto, a saudade também nos traz um sentimento ainda mais lindo que é a boa experiência por trás da ausência. Afinal, se sentimos falta de alguém ou de algum lugar significa que vivemos bons momentos e criamos boas memórias.

Ou seja, a saudade infantil está relacionada com um sentimento de puro amor e é nessa premissa que vamos ajudar o pequeno a lidar com as suas lembranças. Confira as dicas que elencamos para você:

Comece com o diálogo

O diálogo é o ponto de partida para ajudar a criança a lidar com sentimentos mais complexos, como a saudade, a raiva etc.

Assim, ao observar alterações de humor e atitudes mais agressivas, as mamães e papais devem recorrer ao diálogo com os pequenos.

Dessa forma, eles se sentirão mais confortáveis para expor seus sentimentos e, com isso, os responsáveis poderão apresentar alternativas para amenizar a saudade ou qualquer outro sentimento.

No entanto, é preciso criar um espaço seguro, sem julgamentos e, principalmente, livre de interrupções (como celulares, televisores) para que a família consiga compartilhar um verdadeiro tempo de qualidade.

Coloque em prática a empatia

O espaço seguro que mencionamos anteriormente abre precedente para treinarmos a nossa empatia, ou seja, colocar-se no lugar do outro.

Por isso, quando seu filho chorar por saudade de um parente ou de um coleguinha, incentive-o a expressar seus sentimentos, demonstre que o entende e que está disposto a ajudá-lo a diminuir essa ausência.

Aproveite o momento para conversar sobre a saudade e como ela surge de uma boa experiência.

Além disso, reforce que em breve, ele poderá curtir novamente um dia naquele lugar favorito ou com o querido amiguinho.

Use a tecnologia a seu favor

Apesar de as telas não serem recomendadas para a rotina das crianças, a tecnologia faz parte do nosso dia a dia e ajuda a aliviar a saudade das pessoas amadas.

Nesse contexto, que tal combinar com outras mamães de fazer uma chamada de vídeo para os pequenos colocarem o assunto em dia? Com certeza vai ser um momento de muita alegria para todas as famílias!

Além disso, outras ferramentas de reuniões online permitem juntar toda a família e tirar algumas horinhas para que os pequenos possam curtir todo o aconchego da vovó, do vovô, da titia, do titio etc.

Assim, eles entenderão que existem ferramentas que podem diminuir a distância e ainda construir divertidas novas formas de conexão.

Compartilhe seus sentimentos

Mesmo que a saudade seja um sentimento mais complexo para os pequenos, os adultos não estão imunes a sensação de nostalgia que ela nos traz. 

No entanto, não precisa esconder esse sentimento do seu filho. Pelo contrário, é importante que ele entenda que não há problema em ficar triste

Por isso o diálogo é tão relevante desde a primeira infância. 

Ao nomear para os pequenos as suas emoções e como você pretende lidar com elas, você cria uma ponte para que eles tenham um desenvolvimento saudável sobre os seus sentimentos

Incentive a expressão da saudade infantil 

A expressão dos sentimentos por meio da arte, da fala e da escrita existe desde os primórdios da sociedade.

Por isso, incentivar as crianças a dividirem suas felicidades, medos, receios, conquistas e sonhos é extremamente valioso para toda a família.

Isso porque os responsáveis conseguem ter uma relação mais próxima e também auxiliar os pequenos na compreensão dos seus sentimentos.

Para complementar essas ideias, aqui na Box Cambalhota nós desenvolvemos um Diário de Recolhimento, que incentiva ainda mais os pequenos a escreverem e desenharem sobre suas rotinas e emoções.

Nosso diário foi inspirado na criação da Anna, a nossa pequena assinante de 8 anos que usou o material da Box para fazer um caderninho e escrever sobre o seu dia.

Além disso, a nossa Box mais recente, a Box emoções, foi desenvolvida em cocriação com as psicólogas Monica Vagliati e Anne Lacerda, para vocês se divertirem enquanto aprendem sobre a identificação e a importância do acolhimento das emoções na família.

Para isso, também preparamos um material de apoio para os pais, que facilitam esses momentos de conexão. Assine agora mesmo ou escolha a sua caixa avulsa!

Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota
Equipe Mundo Cambalhota Seguir

Comunidade colaborativa para conectar pais e profissionais empenhados em desenvolver crianças melhores e mais felizes para o mundo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você